O Forró Ananindeua começou no sábado passado, dia 18, e até segunda-feira, dia 20, mais de 20 mil pessoas estiveram no evento. Pensando na grande afluência de público nos nove dias em que a festa vai rolar, foi montado pela administração municipal um grande suporte médico e de segurança.

No Ginásio do Abacatão, onde funciona a concentração de quadrilhas, a Secretaria Municipal de Saúde montou um posto com equipe de enfermagem e técnicos em saúde. Ali mesmo são feitos os atendimentos médicos, com uso de macas, medidores de pressão e uma ala para curativos. Para casos mais delicados está disponível ambulância com médico e apoio de equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e SAMU. Até o momento não houve registro de nenhum caso grave. Existe ainda o apoio da Cruz Vermelha, com os voluntários preparados para prestar atendimento de primeiros socorros.

Na área de segurança, a Guarda Civil Municipal organizou uma estrutura de agentes para garantir a fluidez dos visitantes. Durante os dias de evento, mais de 50 homens estarão espalhados em pontos estratégicos da arena, além de viaturas e motos na área externa, com rondas nas ruas do entorno. Além da Guarda Civil Municipal, soldados da Polícia Militar e membros do Corpo de Bombeiros também participam.

As previsões indicam que pelo menos 100 mil munícipes e visitantes participarão do Forró Ananindeua nos nove dias. Além dos espetáculos, o evento conta com espaço interativo, arena de apresentações para 650 pessoas, praça de alimentação, feira de artesanato, parque de diversão, museu de trajes de quadrilhas juninas de Ananindeua e muitas brincadeiras típicas dessa época.


Foto: Divulgação


Foto: Divulgação


Foto: Divulgação

 

Por Carlos Alberto Aranha
foto: Divulgação