O Remo perdeu para o Cruzeiro nos pênaltis e deu adeus à disputa da Copa do Brasil 2022. Depois de perder no tempo normal por 1 a 0, o Leão deixou escapar a vaga na próxima fase da competição após perder a disputa de penalidades. Com isso, o Leão Azul deixou de garantir uma premiação de R$ 3 milhões.

Agora, o Remo retoma o foco para a Série C do Brasileirão. O Leão enfrenta no domingo, às 17h, o Mirassol no estádio Baenão, em Belém. A partida é importante para a equipe azulina que, no momento, está fora do G-8, a zona de classificação à próxima fase do campeonato.

 

Primeiro tempo

partida começou com o Cruzeiro pressionando bastante a equipe azulina. Com os três atacantes – Luvannor, Edu e Jajá – mais os dois laterais – Geovane e Bidu – fizeram uma verdadeira blitz pra cima da defesa remista. Do outro lado, o Leão parecia nervoso com a festa da torcida cruzeirense. o clube de Belém não conseguia encaixar bons passes no meio e perdia chances de contra ataque.

No entanto, conforme o tempo foi passando, o nervosismo foi mudando de lado. Após atacar o adversário e ver a bola não entrar, os jogadores do Cruzeiro passaram a ficar mais apreensivos com a bola no pé. Esse novo comportamento da Raposa deixou brechas no sistema defensivo, que passaram a ser bem aproveitadas pelo Remo. Em uma delas, aos 21 minutos, Leonan quase marca um belo gol para o Leão.

No restante da primeira etapa, a estratégia permanecia a mesma: Cruzeiro seguia sufocando, enquanto o Remo aproveitava erros defensivos. Em uma dessas oportunidades, Brenner quase recupera um passe errado do goleiro Rafael e fica em boas condições de marcar, mas a defesa da Raposa conseguiu afastar o perigo antes da chegada do atacante do Leão. No restante da primeira etapa, a equipe de Minas insistia em chutes de longe e bolas na área, sempre bem afastadas pela dupla de zaga Marlon e Daniel Felipe.

Segundo tempo

Logo nos primeiros minutos do segundo tempo, o Remo perdeu um importante jogador por lesão. Durante uma jogada de contra-ataque, Albano sentiu uma fisgada na coxa esquerda e precisou ser substituído por Bruno Alves. Com a perda de um jogador que segurava a bola no meio de campo, o Remo caiu de rendimento no jogo e viu o Cruzeiro crescer ainda mais. A linha de ataque cruzeirense “encaixotou” a defesa azulina dentro da área e passou a bombardear o gol remista. Somente nos 15 primeiros minutos, Vinícius fez três boas intervenções e impediu o primeiro da Raposa no jogo.

Com o decorrer da partida a insistência do Cruzeiro foi tanta que fez o Remo fechar ainda mais a casinha. Entraram na partida os volantes Laílson e Paulinho Curuá, além do zagueiro Everton Sena. Apesar do foco defensivo azulino, foi o ímpeto ofensivo do Cruzeiro que foi recompensado. Aos 30 minutos, Edu aproveitou bola mal afastada pela defesa do Remo e mandou pro fundo das redes: 1 a 0.

Após abrir o placar, o Cruzeiro mostrou cansaço. Depois de manter um elevado nível de intensidade em quase 80% do duelo, a equipe mineira deixou de ter tantas ações ofensivas e começou a dar espaço na defesa. O Remo até teve chance de empatar, em uma cabeçada perigosa de Erick Flores, que passou a centímetros da trave de Rafael. No entanto, o placar se manteve inalterado e a partida foi para disputa de pênaltis.

Pênaltis

Na decisão por pênaltis, a estrela do goleiro do Remo, Vinícius, começou brilhando. Logo na primeira cobrança do Cruzeiro, o arqueiro azulino fez bela defesa. No entanto, logo em seguida, o zagueiro e capitão da equipe, Marlon, teve o chute defendido por Rafael Cabral.

No decorrer da disputa, tanto Remo como Cruzeiro tiveram chances de decidir a classificão. No entanto, Rafa Silva e Laílson perderam as chances de colocar a Raposa e o Leão, respectivamente, na próxima fase.

O ponto final do duelo veio apenas nas cobranças alternadas. Everton Sena precisava marcar para manter o Remo vivo na disputa, mas teve a cobrança defendida por Rafael Cabral. Resultado: vitória mineira e vaga garantida às oitavas de final.

Ficha técnica:

Cruzeiro x Remo

Terceira fase da Copa do Brasil 2022

Data: 12 de maio de 2022

Local: Arena Independência

Arbitragem: Raphael Claus (SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ)

Quarto Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)

Cartões amarelos: Marciel e Brenner (REM)

Gols: Edu – 30/2T (CRU).

Remo: Vinícius; Kevem (Everton Sena), Marlon, Daniel Felipe e Leonan; Anderson Uchôa, Marciel (Paulinho Curuá) e Albano (Bruno Alves); Erick Flores, Brenner (Vanílson) e Fernandinho (Laílson). Técnico: Paulo Bonamigo

Cruzeiro: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Borck; Geovane (Daniel Júnior), William Oliveira (Fernando Canesin), Adriano (Rafa Silva) e Bidu (Rafael Santos); Jajá, Edu e Luvannor (Rodolfo). Técnico: Gustavo Pezzolano.

 

Fonte: O Liberal
Foto: Samara Miranda