Lama, buracos e muito mato. Este é o triste cenário de abandono nas ruas da comunidade Novo Horizonte, no bairro Levilândia, um dos maiores de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

A denúncia é dos moradores que, cansados de esperar providências da Prefeitura Municipal de Ananindeua, procuraram a reportagem do Portal Roma News para denunciar a situação.

“Moro aqui há mais de 35 anos, é uma luta diária, até morrer é difícil nessas ruas”, diz um dos líderes da comunidade, que se identificou apenas como Nildão.

De acordo com a denúncia, o antigo Ministério das Cidades chegou a entregar um quilômetro de asfalto para que fossem asfaltadas as passagens Haiti, Guatemala, Estados Unidos, Nossa Senhora de Nazaré e Miranda Sobrinho. A pavimentação, no entanto, nunca chegou.

A alegação da prefeitura, segundo os moradores, foi de que não era possível asfaltar uma área onde não existia sistema de drenagem de água. Sem no entanto, se comprometer a fazer o serviço para que as vias pudessem receber asfalto.

Com a chegada do inverno amazônico, aumenta a preocupação dos moradores, já que as ruas costumam ficar totalmente alagadas após as chuvas.

Assista:

Cratera de seis meses 

Outra reclamação dos moradores é uma cratera aberta no meio da  Avenida das Américas, que dá acesso às demais passagens da comunidade. O buraco teria sido aberto  a mais de seis meses e nunca foi fechado.

“A gente se pergunta até hoje, cadê o asfalto, o que fizeram? Os carros não passam, duas pessoas faleceram recentemente, foi um tumulto porque carros não entravam, se uma pessoa ficar doente não tem como entrar uma ambulância para socorrer, até morrer é difícil nessas ruas”, desabafa o morador.

Segundo o líder comunitário, o drama da comunidade já dura mais de uma década. “O atual prefeito, Doutor Daniel, também veio aqui, prometeu que ia fazer os trabalhos, começou, parou, nos deram desculpas e o buraco ficou aberto no meio da rua, já são mais de seis meses com a via dessa forma, intrafegável”.

Veja:

A reportagem do Portal Roma News entrou em contato com o Ministério do Desenvolvimento Regional, antigo Ministério das Cidades, para saber da pavimentação asfáltica repassada ao município, e também com a Prefeitura de Ananindeua para cobrar uma posição sobre as obras necessárias na comunidade.

Em nota a Secretaria Municipal de Saneamento e Infraestrutura (Sesan) informa que as obras que atendem a comunidade Novo Horizonte iniciaram pela Avenida das Américas e estão na fase de drenagem da via. E, de acordo com a nota da Prefeitura, “com o período de chuvas é natural que existam transtornos com lama e buraco, haja vista que ainda estamos na primeira fase dos serviços. As obras que contemplam as ruas citadas na matéria irão avançar de acordo com o cronograma e o objetivo da prefeitura é entregar neste primeiro semestre”.

A Sesan, ressalta ainda que os serviços na área estão sendo feitos com recurso próprio da prefeitura de Ananindeua e que não procede a informação de que existe recurso vindo do Ministério da Cidade para o asfaltamento da comunidade Novo Horizonte.

Fonte: Roma News
Foto: Reprodução