O que se passa na cabeça de um atleta que volta a jogar após quatro meses e na estreia pela nova equipe marca o gol da vitória? O volante Marcos Júnior entrou no segundo tempo da partida entre Remo e Brusque, pela 11ª rodada da Série B, e viveu este momento.

Depois deixar o Vasco no final da temporada 2020, em fevereiro, o jogador ficou sem clube. Uma nova oportunidade surgiu após quatro meses, quando acertou com o clube paraense para a disputa da Segundona do Brasileiro.

Porém, o jogador ficou de fora até ser regularizado e ter uma forma física ideal para poder voltar a atuar. A oportunidade surgiu na noite desta quarta-feira. Ele entrou aos 28 minutos da etapa final e o Remo perdia por 1 a 0, até Felipe Gedoz empatar aos 32.

Cinco minutos mais tarde, o mesmo Gedoz bateu escanteio para Marcos Júnior apenas empurrar para o fundo do gol. A vitória não só encerrou o jejum de sete partidas sem vitória do Remo na Série B, mas também trouxe um alívio para Marcos Júnior, que se emocionou na entrevista pós-jogo.

– Feliz demais, não poderia ser melhor. Têm muitas coisas em cima desse gol. Esse gol não é só meu. É da minha família, da minha namorada, da minha filha, dos meus amigos. Foram quatro meses duros sem jogar, eu mesmo desconfiando de mim, mas essas pessoas sempre estiveram ao meu lado. Quero agradecer a diretoria do Remo por ter apostado em mim.

“Feliz demais”, comemora Marcos Júnior, herói do Remo na vitória de virada sobre o Brusque

O Remo agora se prepara para enfrentar a Ponte Preta, pela 12ª rodada da Série B. A partida está marcada para este sábado, dia 17, às 18h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Fonte: G1
Foto: Sportv