Uma torre de transmissão de energia que estava sendo construída na comunidade de Bom Jardim, entre os municípios de Anapu e Parcajá, no sudoeste do Pará, caiu e matou sete pessoas nesta sexta-feira (16), de acordo com o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

O acidente também foi confirmado pelo governador do estado, Helder Barbalho, nas redes sociais.

Ao todo, seis pessoas perderam a vida no acidente com as linhas de transmissão. Cinco pessoas morreram no local da queda e foram identificadas como Luís Carlos Pereira, Oziel da Silva Passos, Romário Santos, Fagne Martins da Silva  e Expedito Bezerra dos Santos Filho. Sobre as outras vítimas: José Neponuceno Guimarães foi socorrido ainda em Pacajá, mas não resistiu, e Alex da Natividade Rodrigues foi levado para o Hospital do Município de Altamira, mas veio a óbito. Duas vítimas eram do Estado do Maranhão, uma do Pará e outras duas no estado de Sergipe.

No Twitter, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) lamentou o acidente e afirmou que o estado está dando assistência ao município.

No loca do empreendimento, há o nome do cliente, ou seja, o proprietário: “Novo Estado Transmissão de Energia S.A.”, informando que a obra é de duas linhas de transmissão: “LT 500 kv Xingu – Serra Pelada 1″ e LT 500 Kv – Serra Pelada 2”, no canteiro de obras Pacajá, referente ao município. paraense.

A construção das linhas de transmissão de alta voltagem está sendo realizada em consórcio com as empresas SBEI e SK (Sigdo Koppers) e assinam os projetos como responsáveis técnicos os engenheiros Wilson Luiz Fernandes Padro e  Fábio Pereira Lacerda.

As autoridades investigam as possíveis causas da tragédia. No local, há, ainda não confirmadas, que a base de uma das estruturas rompeu e ocasionou a queda da primeira delas. A segunda teria caído arrastada pelo peso da primeira torre.

 

Fonte: DOL
Foto: Karina Pinto