Um homem procurou a polícia e disse que foi alvo de injúria racial por parte de uma mulher que, segundo ele, o chamou de “macaco”. Ela foi levada à delegacia na noite de segunda-feira, 19, na Lapa, no Centro do Rio de Janeiro.

A suspeita é Jaqueline da Rocha Silveira dos Santos, que, diante de policiais, ao ser perguntada se chamou o homem de macaco, ela disse: “Que mané macaco, nada; eu chamei de orangotango”.

Apesar de o crime de racismo ser inafiançável, Jaqueline pagou fiança de um salário-mínimo e foi liberada.

 

Fonte: O Liberal
Foto: Reprodução