Na quarta ida a campo do ‘Territórios Sustentáveis’ (TS), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) entregará um diagnóstico completo das propriedades de 40 agricultores que tiveram a inscrição efetivada no município de São Félix do Xingu. O documento reúne informações socioeconômicas e produtivas, cuja relação servirá para compor um panorama completo das propriedades, o que dará subsídio ao direcionamento da assistência técnica, como implantação de viveiros e tecnologias com sistemas agroflorestais, entre outras ações de campo.

Para Elizamar Pupio, coordenadora das ações do TS na região do Xingu, o diagnóstico engloba dados diversos: produtivo, social, ambiental e econômico. “Isso servirá para direcionar o plano produtivo da propriedade, próximo passo a ser trabalhado pela Emater junto aos agricultores inscritos no TS”, explica.

Além dos diagnósticos, serão entregues também 56 Cadastros Ambientais Rurais (CARs) e 33 documentos PRA/Prada: Programa de Regularização Ambiental e Projeto de Recomposição de Áreas Alteradas e Degradadas. O CAR é um registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais.

Já o PRA é o conjunto de ações ou iniciativas a serem desenvolvidas por proprietários e/ou possuidores rurais com o objetivo de adequar e promover a regularização ambiental. O Prada é o instrumento em que o proprietário ou possuidor de imóvel rural mostra o que vai fazer para adequar seu imóvel ao Código Florestal. Isso inclui o detalhamento sobre como será feita a restauração das áreas degradadas da propriedade, nos casos em que é necessário.

“É a etapa mais importante desta primeira fase, porque é a entrega efetiva de resultados, que incluem, pela Emater, entrega de CAR, Prada, e também os diagnósticos das propriedades inscritas. É importante ressaltar o trabalho de mobilização dos técnicos juntos aos agricultores no que diz respeito à conscientização ambiental, quando o agricultor pode trabalhar, se desenvolver, sem precisar derrubar uma árvore”, pontua Cleide Amorim, presidente da Emater.

Equipamentos

Para reforçar o apoio aos técnicos na elaboração do plano produtivo dos agricultores, a Emater entregou equipamentos para as atividades das equipes na região do Xingu. São 12 notebooks e 12 GPS. Em agosto deste ano, a Emater já havia entregado 16 veículos, sendo 14 caminhonetes e dois sedãs.

O projeto Territórios Sustentáveis é um dos pilares do Plano Estadual Amazônia Agora, do governo do Pará, com coordenação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), que tem o objetivo de estimular o desenvolvimento sustentável no campo.

Além da Emater, compõe o plano o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

 

 

Fonte: Ascom Emater
Foto: divulgação