Após uma nova derrota na Série C do Brasileiro – o terceiro jogo consecutivo sem vitória na competição -, o Paysandu acendeu o sinal de alerta. Na sexta colocação do Grupo A, o Papão está a apenas três pontos do G4, é verdade, mas também convive com o fantasma da zona de rebaixamento. A diferença para o Jacuipense, nono colocado, é de apenas um ponto.

Em contato com a reportagem do ge Pará na manhã desta segunda-feira, o presidente do clube, Ricardo Gluck Paul, disse que a má fase incomoda na Curuzu e que a semana será de cobrança por uma recuperação rápida no torneio. Ao mesmo tempo, ele afirmou que os bicolores seguem com o objetivo do acesso à Série B do Brasileiro.

– Estamos todos incomodados. Diretoria, torcedores, comissão técnica. O momento é muito delicado, passamos por uma situação crítica na tabela que exige reação imediata. Nada está perdido e estamos longe de jogar a toalha, lutaremos até o último momento pelo acesso.

“O elenco já está em Belém. Será uma semana de muitas cobranças e trabalho”, garantiu o presidente.

Na sequência de insucessos, que inclui o empate com o Botafogo-PB e as derrotas para o Remo e o Santa Cruz, Ricardo Gluck Paul acredita que a ausência de jogadores importantes no setor de contenção tem sido decisiva para os resultados negativos.

– Jogamos um clássico sem três volantes, esse é um ponto que também precisa ser resolvido – recuperar PH e dar condições de jogo ao Uchôa – complementou o mandatário máximo do Lobo Alviceleste.

Fonte: G1
Foto: Jorge Luiz/Paysandu