Durante todo o mês de outubro, mulheres entre 50 e 69 anos de todo o Pará poderão solicitar exames de mamografias e consultas médicas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, por meio do número (91) 99358-7182. O serviço está disponível a partir desta quinta-feira (1º), de segunda a sexta-feira, sempre de 8 às 18h. Inédita no Estado, a medida foi tomada pela Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) com o objetivo de intensificar o diagnóstico precoce do câncer de mama durante o mês em que acontece a nona campanha Outubro Rosa, cujo tema deste ano é “Autocuidado: Todos juntos na conscientização do Câncer de Mama”.

Ao todo, 5 mil mamografias e outras 5 mil consultas extras serão disponibilizadas em 16 locais destacados pela Sespa em 12 municípios: Belém (Unidade de Referência Materno Infantil e Adolescente – Uremia; Policlínica Poli Metropolitana, Hospital Abelardo Santos e Santa Casa de Misericórdia); Marituba (Hospital Divina Providência); Abaetetuba (Hospital Regional Santa Rosa); Barcarena (Hospital Regional Público Materno Infantil); Breves (Hospital Regional Público do Marajó); Capanema (Hospital Regional dos Caetés); Bragança (Clínica Ultrapeven e Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria); Paragominas (Hospital Regional Público do Leste); Tailândia (Hospital Regional de Tailândia); Santarém (Hospital Regional do Baixo Amazonas); Altamira (Hospital Regional Público da Transamazônica) e Redenção (Hospital Regional Público do Araguaia).

Pelo telefone celular, as mulheres receberão todas as orientações sobre como proceder às consultas e exames, que começam a ser realizadas na próxima segunda (5), por ordem de agendamento, em que serão priorizadas também pacientes que já estavam reguladas pela Sespa para fazer a mamografia.

Para a coordenadora estadual de Atenção Oncológica, Patrícia Martins, a iniciativa vai proporcionar maior acesso aos serviços de saúde para um melhor diagnóstico precoce e reduzir a mortalidade na mulher paraense pelo câncer de mama, o segundo mais recorrente entre as mulheres no Pará, perdendo apenas para o de colo do útero.

Só este ano, até 15 de setembro, foram registrados no Pará 198 novos casos de câncer de mama. Em 2019, foram 662 confirmações. Ainda no ano passado, 330 mulheres e cinco homens foram a óbito devido à doença.

Fluxo de atendimento 

No Pará, os serviços para a pessoa se prevenir do câncer obedecem a um fluxo de atendimento que se inicia na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Na UBS, um médico clínico generalista, diante de um diagnóstico suspeito, pode encaminhar o paciente ao centro de referência adequado para a definição de quadro clínico, mediante realização de exames e biópsias.

Caso o diagnóstico indique tratamento oncológico, o paciente pode ser encaminhado para um dos cinco hospitais públicos de alta complexidade e referência em câncer disponíveis no Pará, como o Ophir Loyola, o Oncológico Infantil Octávio Lobo e Hospital Universitário Barros Barreto, em Belém; o Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, e a Unacon do Hospital Regional de Tucuruí.

“Estamos agilizando a atenção desde o primeiro atendimento na unidade básica de saúde. Na UBS, a mamografia para mulheres entre 50 e 69 anos de idade pode ser solicitada pela enfermeira e já sai com o exame marcado. Se o exame apresentar alguma alteração, a paciente é encaminhada imediatamente para o serviço de referência para outros exames e biopsia, se for o caso” – Patrícia Martins, coordenadora estadual de Atenção Oncológica.

Além das mamografias e consultas extras que serão ofertadas no decorrer de outubro pela Sespa, a programação da campanha “Outubro Rosa” ainda será inserida nas ações que acontecem nos sete bairros assistidos pelo Programa Territórios pela Paz (TerPaz), do governo do Estado. Nessas ocasiões, mulheres poderão ter consultas e encaminhamentos para mamografias em caso de necessidade. A agenda abrangerá ações nos bairros do Icuí e Cabanagem, no dia 3; Marituba e Terra Firme (4); Jurunas e Bengui (17); Guamá e Cabanagem (18); Guamá e Cabanagem (24); Marituba e Terra Firme (25); Jurunas e Benguí (31) e Guamá e Icuí (01/11).

Nas ações de cidadania da Fundação Parapaz, a Sespa participará oferecendo consultas e encaminhamentos, em caso de necessidade, para mamografias a serem realizadas na Poli Metropolitana e Hospital Abelardo Santos, em Belém. As ações ocorrerão no Distrito Industrial (09/10); Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Belém (13); Universidade Federal do Pará (14); Terminal Hidroviário de Belém (19); Universidade Federal Rural da Amazônia e Terra Firme (20); Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Ananindeua (21); Icuí (27); Sala Lilás Marituba (28); Santa Casa, em Belém (29) e Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca), no dia 30.

Para profissionais de saúde, a campanha “Outubro Rosa” comportará uma programação técnica, por meio de webseminários que começaram nesta quinta-feira (1º), às 10h, com transmissões pela Plataforma Google Meet.

 

 

Fonte: Agência Pará
Foto: José Pantoja / SESPA