O chefe de saúde pública de Londres, Kevin Fenton, disse que não descarta impor um toque de recolher na capital britânica para combater uma segunda onda de covid-19.

“Podem ser toques de recolher locais, então você não poderá ficar bebendo fora até as primeiras horas da manhã. Ao limitar isso, você também limita a quantidade de tempo que as pessoas passam em contato próximo com outras”, disse Fenton em entrevista ao jornal Evening Standard.

Ele ainda pediu para os londrinos “se unirem” para tentar limitar o aumento de novos casos. A previsão das autoridades é que o país enfrente uma nova onda e casos nas próximas semanas, gerando mais restrições.

“Antes de chegarmos a esse estágio, há muitas outras coisas que você pode fazer para ajudar a reduzir o risco de transmissão e conter seu surto”, explicou o professor Fenton.

Para ele, a chegada de pelo menos 500.000 estudantes que iniciarão o semestre na cidade deve gerar um aumento nas infecções.

Além dessa preocupação, ele destacou na entrevista que a demanda por testes ultrapassou a capacidade, que há registro de contaminações ocorrendo em lares de idosos e que os jovens estão impulsionando novos contágios.

“O retorno dos jovens à vida normal está associado ao aumento da transmissão”, comentou o professor. Atualmente as taxas de transmissão de covid são mais altas entre pessoas com idades entre 17 e 29 anos.

 

Fonte: UOL
Foto: Chris J Ratcliffe/Getty Images